Blumenau: Parque Vila Germânica e Rua XV de Novembro

Ficamos hospedados 4 dias em Blumenau, mas na cidade mesmo só passamos uma tarde. Estávamos esperando uma cidadezinha tranquila, mas quando chegamos nos decepcionamos com o trânsito caótico e as distâncias dos lugares até o hotel em que ficamos. Deixamos aqui a dica de dois pontos turísticos que visitamos na cidade!

Roteiro: Guapiara (Rastro da Serpente) > Curitiba (parada para dormir) > Blumenau
Data: 22 a 25/01/2015
Distância: 435km

Depois de passar pelo Rastro da Serpente, dormimos uma noite em Curitiba e saímos cedinho no dia seguinte em direção à Blumenau. Passamos por uma serra linda entre as duas cidades, e pegamos frio e chuva em boa parte dela.

Paisagem chegando em Blumenau
Paisagem chegando em Blumenau

Rua XV de Novembro

Demoramos mais de 1h pra chegar na Rua XV de Novembro, que é um dos pontos turísticos de Blumenau, onde ficam construções históricas como a Prefeitura e Relógio das Flores. A rua em si é de comércio normal, bem no centro da cidade, onde a arquitetura de algumas lojas é típica e mais chamativa.

Prefeitura de Blumenau
Prefeitura de Blumenau

Enquanto estávamos andando por essa rua, passou uma caminhonete fazendo propaganda da Sommerfest, uma festa tipo a Oktoberfest, só que no verão. Uma senhora vestida com traje alemão estava distribuindo chopp de graça, ali, no meio do congestionamento! Já deu pra sentir o espírito da cidade :P

A boa ação que ganhamos no dia: os estacionamentos pra moto estavam com preços absurdos na região, então estacionamos na rua mesmo. Perguntamos pra um motociclista onde podíamos comprar um talão de rotativo, e ele explicou que podíamos parar a moto sem nada. Caso a gente levasse uma multa, ela seria no valor do talão (R$ 7), e dava na mesma comprar ou pagar a multa. Oi?! Acabou que ele nos deu uma folha do talão de graça. Ficamos bem felizes, né?! :)

Parque Vila Germânica

A Vila Germânica é um parque de exposições onde acontecem alguns eventos, fora do centro da cidade. O lugar é como estávamos esperando que fosse a cidade toda: cheio de casinhas típicas imitando a arquitetura européia. É lindo!!!

A entrada é gratuita e tem vários restaurantes e lojinhas cheias de souveniers. É cada comida, bebida e lembrança mais linda que a outra! Ahh se a gente estivesse de carro… (não teria sobrado dinheiro pro resto da viagem kkk).

Comemos na choperia Alemão Batata uma polenta frita com linguiça caseira. Estava uma delícia, mas poderia ter vindo mais linguiça.


Cerveja Eisenbahn

Trouxemos de presente algumas cervejas Eisenbahn, produzida em Blumenau. Queríamos muuuito visitar o bar da cervejaria, mas era longe do hotel e o trânsito desanimou a gente. Nos indicaram muito o lugar, então fica a dica pra ir.

Foi assim que trouxemos as cervejas no baú da moto. Sim, dentro de nossos tênis! :P

Presto Hotel em Blumenau

Ficamos em Blumenau pois foi onde achamos o hotel mais em conta pra gente. O Presto Hotel fica na entrada da cidade (chegando por Jaraguá do Sul/Joinville) e é bem longe do centro. O quarto que ficamos era bem grande e confortável, com varanda e uma cama maravilhosa. O hotel tem piscina, que Adriano usou uma vez só, a noite, porque não tivemos tempo nos outros dias. O café da manhã é aqueles padronizados de grandes redes de hotéis, não tem nada típico e caseiro, mas estava gostoso.

Meu café X do Adriano. Reparamos que em quase lugar nenhum o pão de queijo era só “pão de queijo”. Nesse hotel, era pão de queijo misturado com cheiro verde, como se pra eles só o pão de queijo em si não fosse suficiente :P

Tem pouca opção de lugar pra comer perto do hotel que dê pra ir a pé. Encontramos uma pastelaria chamada “Sonho Meu”, onde você escolhe 5 ingredientes pra montar seu pastel. Já avisamos que é bem OGRO, mas uma delícia!

 

Esse foi nosso roteiro pra uma tarde/noite na cidade. Nos outros dias, visitamos Pomerode e algumas cidades menores do Vale Europeu.

Dicas

  • Fique em uma cidade menor lá perto, como Pomerode, onde você pode passear a pé nos lugares e é muito mais tranquilo.
  • Se ficar em Blumenau, fique em um hotel no centro pra ir a pé para os lugares. É muito ruim mesmo o trânsito :(

 

Esse post faz parte do roteiro Sul do Brasil de moto, de Belo Horizonte à Santa Catarina. Veja por onde passamos: