Trindade

Trindade, em Paraty/RJ: conheça todas as praias

Viajamos de moto para Trindade, uma vila de Paraty, no Rio de Janeiro, e passamos 5 dias por lá. Vem ver o que fizemos, em qual pousada ficamos e conheça todas as praias!

Como chegar em Trindade

Saímos às 5h de Belo Horizonte e escolhemos ir pela 381 sentido São Paulo. Pegamos 4 pedágios (R$ 1,20 pra moto, R$ 2,40 pra carro) e no trecho da 381 a viagem rendeu bastante. Ao chegar em Três Corações, saímos da 381 e pegamos a estrada sentido Caxambu, passando por Cunha, até chegar em Paraty e depois Trindade. No total, foram 622km.

Serra do Mar

Começamos a pegar a Serra do Mar a partir de Cunha. A estrada é maravilhosa, cheia de cafés e bistrôs pelo caminho.

Serra do mar

A estrada é sombreada e nos dias da viagem não estava tão quente. Na volta saímos às 6h de Trindade e fez muuuito frio na serra, vá preparado :D

O trecho entre Cunha e Paraty é o mais demorado, são 46km feitos em mais de 1h dependendo do tempo. Entre Paraty e Trindade também tem uma pequena serra, mas são somente 24km.

Chegando na entrada da vila de Trindade, a estrada é “cortada” por uma pedra por onde escorre um pequeno córrego:

As praias de Trindade

Nunca tínhamos ido pra essa região do Rio do Janeiro. Só conhecíamos Cabo Frio e estávamos achando que a água seria geladíssima também, mas nos surpreendemos! A temperatura estava boa (não estava morna, mas estava ok) e encontramos tanto praias de águas calminhas quanto de mar mais bravo. Listamos todas por ordem de distância do centro:

Praia de Fora

É a enseada principal da vila de Trindade e, em suas extremidades, ficam as praias do Rancho e do Cepilho. As pedras ao longo da praia tem uma formação muito bonita.

Praia do Cepilho

Praia do Rancho

É a praia mais próxima do centrinho de Trindade. Tem muuuitos quiosques e mesas e cadeiras disponíveis. Como fica na ponta da praia, o mar é um pouco mais calmo. Não ficamos nessa praia pois achamos muito cheia, só passamos pra conhecer.

Praia do Rancho

Praia do Cepilho

É a outra “ponta” da enseada da Praia do Rancho. O mar é muito forte, também não entramos e só fomos pra conhecer.

Praia do Cepilho

Praia do Meio

Fica a 200m do centrinho por uma pequena estrada de terra. É uma enseada dividida por uma pedra no meio, que forma duas mini enseadas. Não tem quiosques, mas há alguns carros que levam mesas e cadeiras e vendem algumas comidas e bebidas.

Trindade

O mar é mais calmo e a água é maravilhosa.

Praia do meio trindade

Há um rio que desagua no mar no final da praia. 

Trindade

Praia do Caixa d’aço

Fica a 700m do centrinho, depois da praia do Meio. Tem uma pequena trilha na mata, que começa no finalzinho da praia no meio. É basicamente uma subida e uma descida para atravessar até Caixa d’aço, achamos bem tranquila.

Praia Trindade

A praia é forte a enseada mais aberta. Nessa praia tem um restaurante, mas não vimos cadeiras ou barracas.

Praia Trindade

Piscina natural de Trindade

Fica a 2km do centrinho. Fizemos o trajeto a pé tranquilamente. No finalzinho da praia também tem uma trilha, mais longa que a primeira (dá uns 20 minutos de caminhada). Tem muitas subidas e descidas e em vários lugares estava bem escorregadio, mas também achamos tranquila.

Piscina natural Trindade

Assim que a trilha acaba, tem uma faixa de areia muito pequena, de uns 5 passos, e já tem a piscina natural. As pessoas deixam as coisas espalhadas pelas pedras mesmo. Essa é a foto do domingo em que fomos:

Piscina Natural Trindade

E essa é a foto da segunda-feira, pra ver a diferença na quantidade de pessoa haha:

A piscina tem a parte que fica mais cheia e uma parte à sua direita, assim que você chega, que estava mais vazia quando fomos. Ela não dá pé em vários trechos, mas dá pra ir pelas pedras ou nadando bem pouco.

Piscina Natural Trindade

Vimos bem menos variedades de peixes do que em Boipeba, por exemplo, mas por ser uma praia muito frequentada, os corais estavam bem pisoteados e quase não existiam nessa piscina. De qualquer maneira, leve seu snorkel porque é muito bonito!

Trindade

Existe a opção de ir e voltar de barco até as piscinas. Custa R$ 15 por pessoa a ida ou a volta e os barcos saem e chegam do início da praia do Meio. Ou seja, quem escolher essa opção anda só 200m. Os barquinhos ficam indo e voltando o dia todo. Se você estiver na piscina e quiser ir embora, é só pegar o próximo que chegar.

Praia Brava

Não chegamos a ir nessa. Ela fica no início da Vila, por uma trilha acessada na beira da estrada. É uma praia mais forte, indicada pra surfistas.

Cachoeira da Pedra que Engole

Vimos essa cachoeira pesquisando sobre Trindade e logo que chegamos lá a moça da pousada indicou para irmos. Existe uma pedra em que você entra na água e passa por baixo dela, caindo no poço da cachoeira.

Trindade

A entrada fica assim que você chega na praia do Meio e a trilha tem 1km.

A cachoeira é bem pequena e, na hora em que fomos, não vimos ninguém descer pela pedra que engole. Nós também não tivemos coragem de entrar e, pra ser sincera, não vi muita graça.

Restaurantes em Trindade

A maioria das opções são de restaurantes que servem vários tipos de pratos. Vimos duas pizzarias, uma creperia e uma hamburgueria gourmet.

Todos os restaurantes em que fomos aceitavam cartão, mas é bom levar dinheiro pois não há caixa eletrônico na cidade.

Villa Marítima

Achamos o restaurante Villa Marítima em conta e acabamos comendo lá três vezes. Tem opções de refeições pra duas pessoas ou PF. O PF custa de R$ 25 a R$ 35 e é MUITO bem servido! Esse foi o prato que comi duas vezes: vinha com arroz, feijão, bastante salada, camarão empanado e fritas, custou R$ 34,90.

Restaurante Trindade

Adriano comeu esse prato de picanha que vem com salada, fritas e pão, também de R$ 34,90, e gostou bastante.

Em outro dia, comemos o peixe grelhado com creme de palmito pra duas pessoas e também vem bastante comida!

Restaurante Trindade

Pizzaria Canoas

Comemos um dia nessa pizzaria. A pizza é normal, gostosinha, e os preços são na faixa de R$ 40~R$50 a grande.

Restaurante Trindade

Os preços são caros?

No primeiro dia, quando fomos procurar algum restaurante pra jantar, começamos a achar os preços meio caros. As cervejas artesanais estavam com um padrão de preço de R$ 25 cada (600ml), o que achamos caríssimo. Alguns restaurantes estavam cobrando mais de R$ 50 por uma porção de isca de peixe e R$ 40 por uma de aipim.

Na praia, o côco estava a R$ 10 (acho que o máximo que já pagamos foi R$ 6, em Trancoso), e espetinhos de queijo etc estavam R$ 7 (normalmente achamos a no máximo R$ 5).

No geral, achamos os preços fora da média que estamos acostumados. Depois vimos que a maioria das mercadorias parece vir de Ubatuba, como os côcos, e o transporte provavelmente encarece bastante.

Pousada em Trindade: Sol de Trindade

Ficamos na Pousada Sol de Trindade. Ela está localizada a no máximo 5 minutos de distância a pé da rua principal e, mesmo a noite, a funcionária da pousada nos disse que era bem tranquilo e não tivemos nenhum problema. Andamos a pé durante todos os dias, pois é tudo muito perto.

Os fundos são pra mata e a a construção é cercada por árvores. Ficamos no quarto da frente da pousada, no segundo andar, que é bem amplo. No geral foi bem confortável, mas sentimos falta de um lugar pra pendurar nossas roupas de banho molhadas e também de uma cama um pouco mais confortável. A vista, por outro lado, é incrível!

O atendimento foi excelente. Assim que chegamos, a funcionária nos explicou tudo sobre a cidade, indicando inclusive restaurantes e todos os pontos turísticos. Ela nos deu esse mapinha também:

O café da manhã tem frutas, suco, iogurte, café, leite, opções de frios como queijo mussarela, queijo fresco, presunto e salame. Tem também manteiga, mel e geleias naquelas porções em miniatura. Tem algumas opções de salgados e doces de padaria, alguns sabores de bolo caseiros, pães, e é servido em cada mesa uma cestinha com um pão de sal por pessoa e alguns pães de queijo. Achamos o café satisfatório, mas sentimos falta de algumas opções mais caseiras, pois as de padaria não estavam saborosas.

Pousada Trindade

Esteja preparado para as quedas de energia em Trindade

Uma coisa importante que eu tinha lido antes de ir é que a energia elétrica cai com frequência na vila. No segundo dia em que estávamos lá, começou uma ventania muito forte no final da tarde e choveu um pouco, o que foi suficiente pra algumas árvores caírem na estrada, derrubando a fiação. A luz só voltou no dia seguinte: foram 26h sem energia!

A pousada que ficamos tinha gerador (confira se na que você vai ficar tem!) e ele funcionou a noite toda, mas ficou sem diesel no dia seguinte pela manhã. O dono da pousada foi buscar diesel no final do dia, em Ubatuba, e antes dele chegar a energia voltou (já eram umas 20h). A única coisa que foi ruim nesse período foi a falta do ar condicionado, que não funcionava com o gerador. Com o calor e os mosquitos, mesmo com o ventilador funcionando, foi impossível dormir direito.

Na rua principal, onde ficam os restaurantes, praticamente todos estavam funcionando com gerador mesmo.

Agora, contando minha experiência dramática: a pousada em que estávamos fica em uma encosta, cheia de árvores enormes ao redor. Quando a ventania começou, só pensava em árvores caindo em cima da pousada ou em deslizamentos por causa da chuva. Meu celular estava sem sinal, provavelmente por causa da queda de energia, e o celular do Adriano a bateria estava acabando. O wifi da pousada não funcionava porque não tinha energia também. Tínhamos uma lanterna que por acaso Adriano levou Só sentia pânico de ficar sem comunicação e presa lá no meio de uma tempestade catastrófica! =O

Vale a pena visitar Trindade?

Achamos que sim, mas, se possível, vá fora de temporada! Final de semana, mesmo sendo em maio, estava bem lotado. Eu particularmente evitaria períodos de tempestades e ventos fortes por causa das quedas de energia, mas não tem muito como prever isso.

As praias são bem bonitas e de fácil acesso, é um passeio bem gostoso de ser feito :)