dunasitaunas

Costa da Bahia de moto: Dunas de Itaúnas/ES

Em janeiro desse ano, resolvemos nos aventurar em nossa primeira viagem longa de moto. Decidimos ir de Belo Horizonte até Itacaré, na Bahia. Hoje vamos contar da última cidade, Dunas de Itaúnas/ES.

Roteiro: Trancoso/BA > Dunas de Itaúnas/ES
Distância: 400km
Data: 15 a 25/01/2014
Horas gastas: 6h

Saindo de Trancoso, nossa próxima parada foi Dunas de Itaúnas, pertinho de Conceição da Barra, no Espírito Santo. Em janeiro desse ano a estrada ainda era de chão, mas já estava com obras pra asfaltar e provavelmente já está pronto. São uns 20km da entrada para Dunas até a cidade mesmo.

Mapa de Trancoso até Dunas de Itaúnas

Dunas é uma vila praiana bem pequena, e a principal atração são as dunas do Parque Estadual de Itaúnas. Chegamos lá na última semana de janeiro, já fora de temporada, e muita coisa estava fechada. Na rua principal tem alguns restaurantes, farmácia, supermercado, mas tudo bem parado. Os restaurantes que vimos estavam bem caros.

As dunas e a praia

Da pousada que ficamos até a entrada para as dunas precisava andar um bom pedaço, então fomos de moto e deixamos ela na entrada das dunas (não tem uma entrada oficial por onde fomos, é na beira de uma estrada mesmo, não tem portaria nem nada).

A faixa de areia não é enooorme, são uns 400m. Só visitamos essa parte das dunas mesmo, a que se atravessa pra chegar na praia.

Dunas de Itaúnas

Dica preciosa: vá e volte das dunas em um horário de sol fraco. A gente foi de manhã, super tranquilo, mas quando voltamos 15h foi um sofrimento a areia quente!

Atravessando as Dunas de Itaúnas

A praia é bem forte. Não sei se foi a época que a gente foi, mas eu fiquei só no rasinho e o Adriano entrou pouco. Preferimos ficar na areia assistindo as pessoas tomando caldo :P

Praia de Dunas de Itaúnas

Ficamos em uma barraca em que o pessoal foi bem simpático. Fizeram “barracas” pra gente na areia do jeito mais fresco possível e foi bem paradisíaco ficar naquela praia vazia e ampla.

Praia em Dunas de Itaúnas

Carne de sol com mandioca em Dunas de Itaúnas
Carne de sol com mandioca <3

O drama dessa parte da viagem fica por conta da travessia das dunas num sol escaldante, olha só…

A pousada maravilhosa

Quando estávamos chegando lá, vimos uma placa da “Pousada das Araras” várias vezes na estrada e decidimos começar dela pra tentar a sorte. E que sorteee! Foi a melhor pousada que ficamos em toda a viagem, por R$ 100 a diária, e os donos ainda foram super simpáticos conosco.

Infelizmente não lembro do nome do dono, mas também era um apaixonado por moto e assunto não faltou. Acho que só eles e a dona da pousada em Itacaré foram tão simpáticos. É um lugar que a gente quer voltar até agora…

Pousada das Araras em Dunas de Itaúnas

Foi muito engraçado o dia em que chegamos nessa pousada! Não sabiamos nem o que fazer, estávamos cansados, o quarto era enorme, os lençóis macios, a cama grandona e a piscina maravilhosa. O que eu fiz? Deixei o Adriano na piscina e fui deitar as cinco horas da tarde pra “dar um cochilo”. Levantei só no dia seguinte com ele morto de fome. hahaha :O

A volta pra casa de vez

Depois de Dunas de Itaúnas, voltamos sentido Belo Horizonte, mas ainda dormimos uma noite em Ipatinga na casa de amigos. Fez toda a diferença, porque foi só chegar na 381 que o inferno do trânsito e motoristas desesperados começou :(

Se você não estiver preparado pra desapegar dos lugares, não vá em uma viagem dessas. A gente sofreu quando chegou em casa… a rotina é muito diferente, a falta de lugares novos todos os dias, conhecer gente que largou tudo pra ser dono de uma pousada, os problemas do dia a dia são ridículos tipo chuva, lama ou frio… não foi fácil voltar =P

Dicas:

  • Não tem posto de gasolina, o mais perto é em Conceição da Barra.
  • Se você foi e tem dicas de outras praias de lá, mande pra gente, com certeza queremos voltar!

rosi

Adora viajar, fotografar e escrever. Nos últimos anos aprendeu a gostar de mato, sol e desapegar de malas gigantes. Dramática, mas não tão fresca quanto parece =P