Costa da Bahia de moto: Arraial D’Ajuda/BA

Em janeiro desse ano, resolvemos nos aventurar em nossa primeira viagem longa de moto. Decidimos ir de Belo Horizonte até Itacaré, na Bahia. Hoje vamos contar nossa segunda parada da viagem: Arraial D’Ajuda/BA.

Roteiro: Conceição da Barra/ES > Arraial D’Ajuda/BA
Distância: 380 km
Data: 13 a 15/01/2014
Horas gastas: 6h

Saímos cedo de Conceição da Barra para evitar o calor. Pegamos a BR 101 sentido Eunápolis. No caminho, o farol alto da moto estragou e a maior cidade perto era Eunápolis. Depois de procurar em algumas lojas, encontramos uma em que o pessoal praticamente fez uma comoção pra achar a peça, foram super prestativos! Infelizmente não anotamos o nome do lugar :(

Conceição da Barra a Arraial D'Ajuda

Ficamos surpresos com a qualidade da BR 101, parecia que tinha acabado de ser revitalizada. Foi entrar na Bahia e a viagem render muito mais do que em MG, tanto pela estrada boa quanto pelas retas.

A única coisa ruim é que os carros e caminhões realmente correm MUITO por lá. Tem trechos sem uma viva alma também, em que custamos a ver postos de gasolina. Pegamos uma chuvinha no caminho, mas 5 minutos depois já estávamos secos porque o calor era demais.

Lubrificando a correia da moto no caminho para Arraial D'Ajuda
Lubrificando a corrente da moto no caminho para Arraial D’Ajuda

Chegamos em Arraial D’Ajuda na hora do almoço, andamos por várias pousadas e a mais em conta que achamos foi a Pousada do Ailton, bem pertinho do centro. Pagamos R$ 90 a diária, com um café da manhã muito gostoso.

Drama do dia: pedi um cobertor pro pessoal da pousada e eles NÃO SABIAM o que era. A pessoa perguntou: “Você quer tipo um lençol mais grosso, uma manta?”. Me senti o ET! hahaha

Nesse dia conhecemos a praia de Mucugê, que fica pertinho do centro da cidade, e aproveitamos pra descansar. Dormimos tão cedo que no dia seguinte tínhamos perdido o sono às 5h da manhã.

Centro de Arraial D'Ajuda
Centro de Arraial D’Ajuda

Como acordamos cedo, tivemos a ideia maravilhosa de ver o nascer do sol na praia. Levantamos e não tinha nem sinal de vida na pousada. Abrimos a porta com a chave que estava lá, jogamos a chave por baixo da porta e fomos. A praia fica perto do centro da cidade, mas precisa descer um morro que eu chamaria de “morrão” =P

Fomos correndo pra não perder o nascer do sol, porque já eram mais de 5h. Chegando lá, esperamos séculos (mais de 1h) pro sol nascer.

Nascer do sol na praia de Mucugê, em Arraial D'Ajuda
Nascer do sol na praia de Mucugê, em Arraial D’Ajuda

Voltamos pra pousada pra tomar café, e ainda não tinha nenhum sinal de pessoas acordadas. O que fazer? Pegamos a chave embaixo da porta e entramos achando muito estranho ser quase 7h e não ter ninguém.

Quando caiu a ficha, lembramos que na Bahia não tem horário de verão. Significa que saímos as 4h da manhã pra ver o tal nascer do sol e voltamos às 6h esperando o café! Ficamos sofrendo até as 8h (que no nosso horário biológico de fome já era 9h) pra tomar café (e comemos TODO o café do hotel :x).

Resolvemos passar o dia na praia da Pitinga. Precisamos ir de moto porque era um pouquinho mais longe, e pagamos R$ 10 de estacionamento.

Praia de Pitinga em Arraial D'Ajuda
Praia de Pitinga em Arraial D’Ajuda

A praia é maravilhosa. É  o mar na frente e uma montanha atrás, com um rio que deságua no mar. O dia estava lindo, a comida da barraca que ficamos, “Sal do Mar”, era gourmet e deliciosa, a água morna, o mar sem ondas… <3

Rio que encontra o mar na praia de Pitinga
Rio que encontra o mar na praia de Pitinga
Almoço gourmet na praia de Pitinga
Almoço gourmet na praia de Pitinga

A gente queria ficar lá uma semana, mas no dia seguinte seguimos nosso plano de ficar apenas 1 dia na cidade. Partimos rumo ao destino final: Itacaré!