morrosp

Como chegar em Morro de São Paulo e Boipeba de barco

Veja os preços, horários e dicas de como chegar até Morro de São Paulo e Boipeba de barco, saindo de Valença/BA.

Onde deixar a moto e onde dormir em Valença

Como contamos no outro post de nosso roteiro, chegamos na cidade a tarde. Preferimos dormir em uma pousada e sair cedinho no dia seguinte pra Morro de São Paulo. Ficamos na Pousada Catamarã e pagamos R$ 140 na diária com café. A pousada é muito boa pra uma pernoite. Não dá pra ir a pé até o Terminal hidroviário, então pegamos um táxi (R$ 15) da pousada até lá.

Combinamos de deixar a moto na própria pousada nos dias em que ficamos fora e pagamos R$ 10 a diária. Há dezenas de estacionamentos próximos ao Terminal, mas como não tínhamos nenhuma indicação preferimos deixar em um lugar já conhecido. Não tivemos nenhum problema.

 

Terminal hidroviário, horários e preços

O Terminal é o mesmo caos que reina em toda a cidade. O lugar é pequeno, super movimentado e bem sujinho. Vimos vários gringos por lá e ficamos pensando como eles conseguiam entender tudo aquilo… :P

Valença > Morro de São Paulo

Os barcos para Morro de São Paulo saem mais ou menos de hora em hora. Alguns são lanchas e outros barcos um pouco maiores. A medida que a lotação vai completando, os barcos vão saindo.

Em janeiro de 2016 pagamos R$ 22 na passagem de ida. Compramos a passagem na hora e, como saem muitos barcos, esperamos só uma meia hora no Terminal. Levamos 25min para chegar até a ilha de lancha rápida. Chegando em Morro de São Paulo, é preciso pagar uma taxa de turismo de R$ 15 no terminal mesmo.

 

Valença > Boipeba

Nós estávamos em Morro de São Paulo e voltamos para Valença, para então pegar o barco para Boipeba. Os horários pra Boipeba são mais restritos e recomendamos comprar a passagem antes! Chegamos às 10:30 no Terminal e tivemos que esperar até as 14h para sair (todos os barcos antes estavam lotados). A passagem de ida foi R$ 44 (se comprar ida e volta, fica R$ 75). A viagem até lá demorou 1h de lancha rápida.

lancha rápida até Boipeba

 

Dicas sobre a viagem de barco

O trajeto dos barcos é por um rio, então não balança muito pra quem costuma enjoar.

IMG_8578

Leve mochila ou mala de mão. Chegando no Terminal das duas ilhas, há dezenas de carregadores de malas com carrinhos de mão pra levar as bagagens até as pousadas. Eles cobram em torno de R$ 10 por cada mala. Em Boipeba o centro é mais próximo do Terminal, mas Morro de São Paulo tem uma ladeira pra subir do cais até a cidade. As pousadas também são mais distantes, então vale ou levar menos bagagem ou contratar um desses.

IMG_8572
terminal hidroviário de Morro de SP

Em Boipeba há o Terminal principal, que fica em Velha Boipeba, onde nós ficamos. Há também os barcos que levam direto pra Moreré, onde ficam as famosas piscinas naturais. É uma vila com alguns restaurantes e pousadas. Velha Boipeba tem muito mais opções, mas Moreré é muito mais bonito. O caminho entre os dois pode ser feito de trator (custa R$ 10 reais) e vamos dar mais dicas nos próximos posts.

atracadouro de Boipeba
atracadouro de Boipeba

Na volta de Boipeba, saímos às 6h e o ventinho no barco estava muito frio. Sugiro levar uma blusa de frio nessa hora (todos os moradores espertos estavam com uma).

 

Dicas sobre Valença

Valença é uma cidade que parece um mini país asiático. O trânsito é infernal e sem lei, a infra estrutura é precária e a única coisa que leva os turistas até lá é o Terminal Marítimo, de onde saem os barcos durante todo o dia para Morro de São Paulo e Boipeba.

No dia em que chegamos, jantamos na Padaria São Félix, o lugar mais arrumado que encontramos. Comemos o “café colonial” nordestino que tem em todos os lugares, com cuscuz, tapioca, banana da terra, mandioca, caldos e tudo mais.

Na hora de voltar pra pousada, que ficava a uns 5 quarteirões, começou a cair um pé d’água. Esperamos uma meia hora e nada de passar. Resolvemos sair correndo na chuva mesmo e chegamos encharcados no hotel (e talvez com xistose :P). Durante a noite, tive a pior intoxicação alimentar da minha vida. Comemos no melhor lugar que encontramos e ainda assim alguma coisa me fez ter diarréia por 3 dias. Pensa no meu pânico de passar mal em viagem + passar mal em uma ilha onde só se chega e sai de barco :O

DICA: VEJA QUAIS REMÉDIOS LEVAR NA MALA

Tínhamos planejado sair cedinho de Valença mas, por causa disso, ficamos no hotel até mais tarde e saímos umas 10h. Sorte que foi relativamente rápido pegar o barco e chegar em Morro de São Paulo (porque meu outro pânico era precisar ir ao banheiro durante a viagem, o que era impossível pois estávamos em um barco). Gente, nessa hora a gente já estava achando que tinham jogado macumba na gente, de tantas desventuras nesses primeiros dias da viagem. Mas, por fim, chegamos sãos e salvos em Morro de São Paulo. Acompanhe os próximos posts para ver todas as dicas!

 

Veja também

rosi

Adora viajar, fotografar e escrever. Nos últimos anos aprendeu a gostar de mato, sol e desapegar de malas gigantes. Dramática, mas não tão fresca quanto parece =P