04 Sep, 2014

O que fazer no Santuário do Caraça: cachoeiras e mais

Passamos um dia no Santuário do Caraça e visitamos algumas construções do complexo, cachoeiras e almoçamos. Vem ver nossas dicas de quais são as atrações desse lugar incrível em Catas Altas, Minas Gerais, que faz parte da rota da Estrada Real.

Caraça

Como chegar no Santuário do Caraça

Saindo de Belo Horizonte, siga pela BR 381 sentido Barão de Cocais e entre no trevo para a cidade. Você vai passar por Barão de Cocais e seguir em direção à Santa Bárbara, mas não vai entrar na cidade. Tem placas sinalizando a direção para o Caraça e a estrada é asfaltada até lá. No total, são 120km.

A entrada para o santuário custa R$ 14 por pessoa nos dias de semana e R$ 20 aos fins de semana (valor de 2020).

Vista do Santuário do Caraça antes de chegar
Vista do Santuário antes de chegar

O Santuário do Caraça

Na parte da manhã, aproveitamos pra conhecer as construções do Santuário, que são distribuídas em um complexo com jardins muito bonitos.

Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens

Caraça

Ruínas do antigo colégio do Caraça

Esse colégio foi destruído por um incêndio em 1968.

Ruínas do antigo colégio do Caraça

Catacumbas no subsolo da Igreja

Catacumbas no Caraça

Restaurante no Caraça

O almoço no restaurante do Caraça funciona assim: se você quiser almoçar no restaurante dentro do Santuário  (que é o único, além de uma lanchonete), precisa comprar uma ficha algumas horas antes. Logo que chegamos, às 10h, já compramos a ficha pra garantir, pois geralmente fica cheio.

O valor em 2020 é R$ 28,00 por pessoa (no site você pode conferir o preço atual). O self-service é sem balança, com comida mineira bem simples, servido no fogão à lenha. Também tem direito a sobremesa com doce de leite, figo em calda, pudim… hummm!

Almoço no refeitório do Caraça

Cachoeiras do Caraça

O complexo tem muitas trilhas que levam às cachoeiras e piscinas naturais.

Banho do Imperador

O Banho do Imperador é uma das atrações mais famosas de lá. Como fica pertinho do centro do complexo, costuma estar sempre cheio. Acabamos não visitando dessa vez.

Prainha

Logo quando começamos a trilha para a Cascatinha, paramos na Prainha, que fica a mais ou menos 1km de distância. É uma “prainha” mesmo com areia nas margens. A trilha é super tranquila até lá.

Cachoeira Prainha no Caraça

Cascatinha

Andando por uma trilha de 2km você chega até a Cascatinha, uma queda maravilhosa!

Cascatinha no Caraça (trilha de 2km)

O dia estava extremamente quente, e as águas de lá são conhecidas por serem extremamente congelantes! Morri de insolação mas só molhei os pés. Os meninos corajosos entraram na água:

Cachoeira no Caraça

Pra entrar na água do Caraça, não pode ter frescura. Tem que pular na água e aguentar o choque térmico instantâneo! Mas depois de algum tempo você se acostuma e daí é só alegria. =P — Adriano.

Outras cachoeiras

O complexo tem ainda cachoeiras como Cascatona, Bocaina, Banho de Belchior e “poços” como o Tanque Grande Tabõoes e Cruzeiro.

Além das cachoeiras, há outras atrações como a Gruta de Lourdes, Capelinha, Pico da Carapuça, Pico do Sol e Pico Três Irmãos. No site oficial do Caraça tem todas as trilhas!

Onde se hospedar no Caraça

Veja algumas opções de onde se hospedar no Caraça. Infelizmente nunca ficamos em nenhuma pousada para indicar :(

  • A Pousada do Caraça fica dentro do complexo em uma construção de 1774. A pensão é completa e a noite tem um passeio para ver o lobo guará.
  • Fazenda do Engenho: é uma propriedade que fica próxima ao Santuário do Caraça e recebe hóspedes geralmente para visitar o Santuário.

Dicas para visitar o Caraça

Como o lugar fica muito cheio em feriados, é legal fugir dessas datas. Andar até as cachoeiras e piscinas mais distantes também garante um lugar menos movimentado pra quem gosta.

Alguns lugares no centro histórico são bem calmos, como a Biblioteca e os jardins, bom pra relaxar e fugir do calor.

Fotos do Santuário do Caraça

Visite também: Catas Altas

Catas Altas é uma cidadezinha aos pés da Serra do Caraça. Veja várias dicas de passeios, restaurantes e onde ficar.

Catas Altas da Noruega

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário