Vale dos Vinhedos

Vale dos Vinhedos: as vinícolas de Bento Gonçalves

Vinhos para todos os gostos, boa gastronomia e paisagens maravilhosas marcam o passeio pelo Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves. Veja dicas de quais vinícolas visitar e como montar o seu roteiro pra aproveitar ao máximo!

Como chegar no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves

O Vale dos Vinhedos fica na região da Serra Gaúcha. Do centro de Bento Gonçalves até a entrada da estrada que dá acesso ao Vale são menos de 10km. Veja como chegar em Bento Gonçalves a partir do aeroporto de Porto Alegre.

A estradinha do vale é secundária e pouco movimentada. Uma dica: exceto excursões, pelo que vimos a grande maioria dos turistas vai dirigindo mesmo. Uma recepcionista do hotel em que ficamos ainda nos ensinou “como desviar da polícia rodoviária” rs. Enfim, vale o bom senso: como é preciso pegar um trecho de rodovia entre Bento Gonçalves e o Vale dos Vinhedos, dê uma pausa antes de voltar em um bom restaurante ou nas próprias vinícolas, que tem espaços pra descansar bem agradáveis.

Mapa do Vale dos Vinhedos

Você pode encontrar esse mapa no hotel ou em locais de informação turística da cidade. Claro que o Google Maps já ajuda, mas são tantas as opções que achamos mais fácil ir riscando o que já visitamos. Clique pra baixar o mapa maior:

Roteiro de passeio: as melhores vinícolas do Vale dos Vinhedos

O Vale dos Vinhedos tem dezenas de vinícolas, desde as menores e mais familiares até as grandes produtoras, como Miolo e Casa Valduga. Em dois dias conseguimos visitar 5 e vamos contar um pouco sobre nossas impressões aqui.

Uma dica: o “gostar ou não gostar” de determinado vinho é muito pessoal, então é muito difícil só seguir as dicas de outros turistas sobre as “melhores vinícolas”. Listamos aqui o que achamos de todas as que visitamos, mas tente ir no seu feeling e encontrar lugares que sejam a sua cara, não necessariamente seguindo os maiores e mais visitados ;)

Mapa das vinícolas que visitamos:

Vinícola Lídio Carraro

A vinícola Lídio Carraro foi a que mais gostamos! Só nós dois fizemos a degustação e a enóloga foi super atenciosa, desde nossas perguntas mais bobas até explicações mais complexas. 

Vinícola Lídio Carraro

Eles tem vários vinhos premiados e, dependendo da quantidade e tipo de vinho que você quer degustar, o valor aumenta. Nós fizemos a básica, de R$ 30 por pessoa, e ficamos bem satisfeitos.

Vinícola Lídio Carraro

Vinícola Pizzato

A vinícola Pizzato também é uma vinícola mais familiar e a degustação foi R$ 25 por pessoa, se não me engano. Como o lugar estava cheio não tivemos tanta atenção do enólogo, mas os vinhos em si estavam muito bons.

Vinícola Pizzato

Achei que o diferencial dessa vinícola foi o cenário incrível do lado de fora da loja, cheio de folhas de plátanos coloridas e essa vista dos vinhedos.

Vinícola Pizzato
Vinícola Pizzato

Vinícola Marco Luighi

A primeira vinícola que visitamos foi a Marco Luighi. Foi a única em que visitamos os galpões onde os vinhos são feitos e armazenados. O lugar é LINDO!

Vinícola Marco Luighi

É uma vinícola familiar, com capacidade de produção menor, por isso não encontra-se pra vender no Brasil todo. Nós gostamos tanto de um dos vinhos que compramos que, quando chegamos em casa e tomamos, encomendamos uma caixa direto com eles. 🍷

Vinícola Marco Luighi

A visita dura em torno de 1h, contando com o tempo da degustação. Degustamos 3 vinhos e 2 espumantes, se não me engano, e o valor foi de R$ 25 por pessoa. Os vinhos custam em torno de R$ 30 a garrafa.

Vinícola Marco Luighi

Vinícola Miolo

A vinícola Miolo é uma das grandes produtoras da região. Seus vinhedos são enormes!

Vinícola Miolo
Vinícola Miolo

Os vinhedos ficam em frente à propriedade e são enormes. Na foto acima, do lado esquerdo, dá pra ver o Hotel & Spa do Vinho, que fica nesse cenário lindo e parece ser maravilhoso por dentro também.

Vinícola Miolo

É possível entrar sem fazer a degustação: dá pra visitar os jardins, ver as construções (que são lindas), visitar a loja e almoçar no restaurante da própria vinícola. Não fizemos a degustação porque, como não agendamos, íamos ter que esperar umas 2h pra fazer.

Vinícola Miolo

Casa Valduga

Casa Valduga

A Casa Valduga também é uma das grandes produtoras de vinho do Brasil. Também entramos só pra visitar o local. Preferimos fazer degustações nas vinícolas menores pra experimentar vinhos diferentes mesmo, pois não encontramos os produtos pra vender em Belo Horizonte (diferente da Miolo e da Valduga que tem uma distribuição grande por todo o país).

Casa Valduga

A diferença da degustação na Casa Valduga é que você ganha uma taça no final, inclusa no valor de R$ 50 da degustação.

Dicas para aproveitar o Vale dos Vinhedos

Algumas dicas para você aproveitar o máximo do seu passeio ao Vale dos Vinhedos:

Quanto custa a degustação de vinho?

O valor de cada degustação foi de R$ 20 a R$ 50 por pessoa. Em todos eles a degustação incluía somente as bebidas e somente em um o valor foi revertido em consumação.

Quantos e quais vinhos são degustados?

No geral degustamos no mínimo 5 tipos de vinhos em cada lugar, sendo sempre pelo menos um tinto, um branco e um espumante.

Como funciona a degustação em si?

Geralmente você fica em um salão com outras pessoas que também estão degustando e um enólogo atende a sua mesa, apresentando quais vinhos serão degustados e explicando sobre cada um. Você pode perguntar o que quiser :)

Algumas dicas extras que não sabíamos e imitamos outras pessoas pra aprender hahaha: em alguns lugares tem tipo um baldinho na mesa, que é usado pra descartar o vinho da taça, caso você não tome tudo (é bem normal fazer isso). Todos eles oferecem água pra você beber entre os vinhos, e essa mesma água pode ser usada pra enxaguar a taça entre os diferentes vinhos pra não misturar o sabor.

Dá pra visitar os vinhedos?

Somente em uma das vinícolas nos visitamos os galpões de produção do vinho. Geralmente todas elas tem uma pequena parreira próxima à propriedade da degustação, mas não é feita uma visita no meio das parreiras mesmo. 

Tem passeios diferentes de degustações?

Antes de ir, pesquisei sobre algumas visitas diferentes e encontrei a Cave Geisse, que faz um passeio de 4×4 pelos vinhedos da propriedade, inclusive passando por cachoeiras. Infelizmente não consegui reservar a tempo pra irmos, mas parece ser muito legal!

Outro passeio que vi foi um piquenique no meio dos vinhedos com a vinícola Vinhos Larentis, porém não é feito durante o inverno.

Vale a pena ir nos vinhedos de grandes marcas?

Sem dúvida as construções das marcas mais famosas são lindas e vale a visita! Mas, para um atendimento mais personalizado, sugerimos as vinícolas menores e mais familiares. Tem grandes chances de você fazer uma degustação “particular” e tirar todas as suas dúvidas.

Hotel e pousada no Vale dos Vinhedos

No Vale dos Vinhedos tem várias opções de pousadas e hotéis. As cidades próximas de Bento Gonçalves também são ótimas opções, como Farroupilha e Garibaldi. Nós ficamos alguns dias no Castelo Bienvenuti, em Bento Gonçalves, e alguns dias em Farroupilha, no Di Capri Hotel

Veja todas as dicas de Bento Gonçalves aqui!

Restaurante no Vale dos Vinhedos

O Vale dos Vinhedos é cheio de restaurantes típicos italianos. Nós só comemos em um, no Ristorante Nonna Metilde, mas como chegamos no meio da tarde o buffet já estava bem fraco. Aqui tem indicação de outros restaurantes que curtimos em Bento Gonçalves!

Visite também: Cânion Itaimbezinho e Cânion Fortaleza

A região dos cânions de Cambará do Sul é um passeio imperdível e fica a apenas 2h30 de distância de Bento Gonçalves. Veja todas as dicas para conhecer os cânions do Itaimbezinho e Fortaleza aqui.

Canion Itaimbezinho